domingo, 12 de agosto de 2012

Nada anestesia tanto quanto ondas de sons propagadas métricas em notas menores, quando é o peito um esmagado de saudade.  
Um quase ópio é o som que inanima. 
Uma quase morte é a falta de quem se ama.



Nenhum comentário: